Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol refuta nota de associação e esclarece as mentiras expostas

Por Imprensa (sexta-feira, 8/06/2018)
Atualizado em 8 de junho de 2018

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) esclarece a categoria dos policiais civis que em nenhum momento citou o nome dessa Associação – Aspol até porque existem outras associações, como a Aepol (dos escrivães), Associação dos Agentes de Polícia do Estado de Alagoas – Aapol e a possibilidade de criação de mais uma.

O objetivo do Sindpol é passar à categoria que ela é prejudicada, quando o governo entende que existem várias frentes representativas. Isso atrapalha a negociação e enfraquece a representatividade dos policiais civis.

Na nota dessa Aspol, o Sindpol percebeu várias mentiras. O Sindicato presta esclarecimentos das mentiras, questionamentos e informações. Veja abaixo:

 

Mentira: “nunca intervimos diretamente em nenhuma negociação que exista representação sindical”… “sempre tivemos o cuidado de não adentrarmos em negociações salariais”

Verdade: Essa Aspol tentou se reunir com os representantes do Governo para negociar. Na ocupação do Porto, essa Aspol ia se reunir em Mesa de Negociação com o secretário de Segurança Pública, mas a diretoria do Sindpol manifestou que caso eles fossem participar da reunião, o Sindpol iria se ausentar. O secretário pediu para essa Aspol se retirar do local.

 

Mentira: “Não estamos há mais de duas décadas a frente de uma entidade de classe, e sim há quase três anos”

Verdade: O presidente do Sindpol e a maioria da diretoria do Sindpol estão há 15 anos na Polícia Civil, e não poderiam estar há mais de duas décadas na Polícia.

Informação: O presidente do Sindpol convidou o presidente dessa Aspol para fazer parte da atual diretoria do Sindicato, mas ele disse que iria pedir permissão ao 1º vice-presidente dessa Aspol.

 

“Devidamente registrada em Cartório e inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica -CNPJ”

Informação: A intenção dessa Aspol é tanto para conquistar o Sindpol e dividir a categoria que os integrantes foram registrar o CNPJ na cidade de Arapiraca.

 

Mentira: “Sem levantar bandeiras PARTIDÁRIAS ou IDEOLÓGICAS”

Verdade: O presidente do Sindpol, o vice-presidente do Sindpol, a 2ª vice-presidente e a maioria dos diretores não possuem ideologia partidária.

 

Mentira: “convocação dos candidatos remanescentes aprovados no Concurso Público de 2012”

Verdade. Essa Aspol só veio ser criada em 2015. Muito antes, o Sindpol já estava na luta pela convocação da reserva técnica, sendo item permanente na pauta de reivindicações da categoria. Nas mesas de negociação, o Sindpol sempre levou os representantes da reserva técnica para as reuniões com o Governo do Estado, defendendo o direito até conquistar por definitivo a nomeação dos novos policiais civis.

 

“União e Sabedoria”… “esses elementos são necessários para a construção de uma Polícia Civil mais unida” (Palavra do Presidente da ASPOL/AL)

Informação:  O presidente dessa Aspol mal sabe o que é o sofrimento dos policiais civis em uma delegacia. Mal trabalhou numa delegacia. Trabalha na Assessoria Jurídica ao lado do Delegado Geral.

 

Mentira: “após essa provocação do SINDPOL, as Centrais Sindicais e ao MPT, me preocupa que as associações não venham poder representar mais” (Palavra do 1° Vice-Presidente da ASPOL/AL)

Verdade: O Sindpol não está atacando nenhuma associação específica e sim alertando que a criação de uma associação dos policiais civis enfraquece e divide a categoria. Quem ganha com a desunião é o Governo do Estado.

 

Mentira: “que as associações não venham poder representar mais os seus associados nas ações coletivas” (Palavra do 1° Vice-Presidente da ASPOL/AL)

Verdade: As associações não podem representar a categoria dos policiais civis nas ações coletivas. Isso é atribuição exclusiva do sindicato.

 

Mentira: “Como ficarão os Policiais Militares, o Bombeiros Militares e os Delegados de Polícia, que até hoje são representados por associações?” (Palavra do 1° Vice-Presidente da ASPOL/AL)

Verdade: Os policiais militares e Corpo de Bombeiros são proibidos por lei de serem representados por sindicato. Eles podem apenas ter associação. Ao contrário dos policiais civis que possuem sindicato, e não precisam de associações.

Recentemente, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade da Assomal, que solicitava o cancelamento do programa Ronda nos Bairros, foi extinta pelo Tribunal de Justiça devido à associação representar os oficiais, quando o programa é composto por policiais militares da ativa, militares da reserva remunerada e profissionais civis.

Informação: O Sindpol não busca a destituição de nenhuma associação. A preocupação do Sindicato é quando uma associação criada não realiza o que determina a lei, usurpando da atribuição do sindicato. Se a associação preza pela legalidade que faça o que determina a lei.

 

Mentira: “Maioria desse grupo que está à frente de nosso sindicato há mais de 24 anos é desagregador e possui cunho político e antidemocrático.”

Verdade: A diretoria do Sindpol é independente e democrática. O Sindpol possui quase 100% de sindicalizados. Todas as ações importantes do Sindicato são aprovadas democraticamente pela categoria em assembleia geral. Toda a estrutura do Sindpol é voltada ao atendimento, à defesa, às conquistas de direitos e aos benefícios aos policiais civis.

 

Mentira: “o sindicato agora quer desqualificar a nossa associação” (Palavra do Diretor-Financeiro da ASPOL/AL)

Verdade: O Sindpol não quer desqualificar essa Aspol e nenhuma outra associação. O Sindicato só quer que seja cumprida a lei. Nessa gestão, a lei é levada a rigor.

 

Mentira: “Essa atitude do sindicato, será danosa para todos nós, pois a ASPOL foi criada pensando exclusivamente no bem-estar do nosso associado”

Verdade: É danosa que essa associação manifeste que o Sindpol quer acabar com as associações. O Sindicato quer que seja cumprido o que determina a lei. O sindicato fazendo o seu papel, e a associação o seu.

O atual presidente dessa Aspol é formado em direito e é o assessor Jurídico da Delegacia Geral. A pergunta que fica para a categoria é qual o problema dessa associação em cumprir a lei? Será que é porque deixaria de está dividindo a categoria e mentindo, desqualificando o Sindpol, onde a Delegacia Geral e o Governo do Estado entenderiam a total divisão da categoria.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS