Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol orienta a prevenção ao câncer de mama para salvar vidas
Outubro Rosa

Por Imprensa (quarta-feira, 3/10/2018)
Atualizado em 3 de outubro de 2018

A prevenção faz toda a diferença na luta contra o câncer de mama. O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) abraça a campanha de conscientização do Outubro Rosa, que tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. O câncer pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.

 

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – Inca, em 2017, mais de 21 mil mulheres tiveram câncer de mama no Brasil e foram afastadas do trabalho. Já neste ano, a estimativa é de que 59.700 novos casos sejam diagnosticados.

 

Segundo o Instituto, o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente, após os 50 anos.

 

Em Alagoas, estima-se que 500 novos casos de câncer de mama serão diagnosticados até o final do ano de 2018, segundo o Inca.

 

Prevenção

Manter hábitos saudáveis é a melhor forma de prevenir o câncer de mama que inclui uma dieta pobre em alimentos gordurosos, atividade física regular, pouca ingestão de bebidas alcoólicas e o não uso de cigarro. A amamentação também é considerada um fator protetor, é o que indica o Instituto Nacional de Câncer.

 

A detecção do câncer de mama nas etapas iniciais aumenta as chances de cura. O autoexame e o exame clínico das mamas, feito por um profissional treinado, são os procedimentos recomendados para a detecção precoce da doença. O autoexame é recomendado a partir dos 20 anos de idade.

 

Os médicos recomendam a primeira mamografia entre 30 e 35 anos. Por volta dessa idade começam a ocorrer as primeiras transformações hormonais na mulher.

A mamografia é o único exame capaz de detectar uma lesão cerca de cinco anos antes dela se tornar palpável, ainda na fase de microcalcificação. O uso da mamografia associado ao ultrassom garante 97% de acerto nos diagnósticos de câncer de mama.

 

 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS