Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol está com o policial civil para garantir o exercício da profissão

Por Imprensa (terça-feira, 17/04/2018)
Atualizado em 17 de Abril de 2018

A Diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) prestou toda a assistência ao vice-diretor de Comunicação do Sindpol, Vicente Higino, que foi impedido de realizar sua prerrogativa policial no evento denominado “Tardezinha Maceió” no estacionamento do Jaraguá.

Na noite do último domingo (15), o vice-diretor de Comunicação, Vicente Higino, recebeu uma denúncia de um popular referente a um possível tráfico de drogas no evento “Tardezinha Maceió”. Cumprindo o seu mister de Polícia Judiciária investigativa, o policial civil se dirigiu ao local e se apresentou na portaria, identificando-se por meio de sua cédula de identidade funcional policial. Naquele momento, exigiu o direito amparado na Lei Federal 10.826 de 2003, na Lei Estadual 3.437 de 1975, como também uma legislação mais recente – o Decreto nº 20.249 de 2012, que regulamenta a identificação de servidores policiais civis em atuação. Mesmo amparado por toda a legislação, foi cerceado o seu direito como representante do Estado de cumprir com sua obrigação policial civil de Alagoas.

O gerente de segurança do evento, Daniel Saraiva, por desconhecer da legislação naquele momento, impediu o policial civil de realizar sua atribuição. Na ocasião, o policial civil Vicente Higino se afastou do gerente de segurança e fez o que a legislação manda. Acionou o Centro Integrado de Defesa Social (Ciods) que enviou os componentes policiais da Operação Litorânea – Oplit. Em pouco tempo, duas viaturas da Oplit compareceram ao local para dar apoio ao policial em exercício de suas atribuições.

Após a negativa, mais uma vez, do gerente de segurança, que franqueou a entrada do policial civil, os integrantes da Oplit e o policial civil Vicente Higino decidiram encaminhar, em tese, o cometimento de crime de desobediência por parte do gerente de segurança ao Complexo Integrado de Delegacias Especializadas – Code, onde lá a autoridade policial naquele momento determinou a lavratura de Boletim de Ocorrência, enviando para apurar com mais detalhes ao 2º Distrito da Capital, delegacia responsável pelo bairro de Jaraguá, onde se originou o fato.

Desculpa
Após a repercussão do ocorrido, o policial civil e diretor do Sindpol Vicente Higino, que já estava tomando as medidas legais cabíveis, foi surpreendido com o pedido de desculpa do senhor Daniel Saraiva Evaristo, o qual alegou que “foi um erro de comunicação” por parte dele e do pessoal que estava auxiliando na segurança do evento.

Vale ressalta que o pedido de desculpas do senhor Daniel foi na presença da diretoria do Sindpol, do delegado aposentado de Polícia Civil Flávio Saraiva no 2º Distrito de Polícia Civil da Capital.

O vice-diretor de Comunicação do Sindpol, Vicente Higino, sai do ocorrido com tranquilidade, pois mais uma vez, por desconhecimento da Lei, os organizadores de evento, que seja segurança ou empresário, tentou dificultar o trabalho da Polícia Civil de Alagoas, mas o Sindpol não vai permitir e tolerar que as prerrogativas dos policiais civis sejam desrespeitadas. “O Sindicato vai até as últimas instâncias para garantir o direito do policial”, informa.

Veja o vídeo do gerente de segurança se desculpando do diretor do Sindpol

Acesse: https://youtu.be/wAQ-vxpbwhI

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS