Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Secretário e deputado firmam compromisso de que Mensagem do Piso estará na Assembleia nesta quarta

Por Imprensa (terça-feira, 5/12/2017)
Atualizado em 5 de dezembro de 2017

Presidente do Sindpol avisa que categoria deflagrará greve a partir de 1º de janeiro se projeto de piso salarial não for aprovado na Assembleia Legislativa este ano

Com a vigília dos policiais civis, o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Fabrício Marques, recebeu a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) na tarde desta terça-feira (05), na presença do deputado estadual Ronaldo Medeiros.

No encontro, o secretário Fabrício Marques marcou uma reunião com o Gabinete Civil para esta quarta-feira (06), a fim de sanar a pendência do processo do projeto de lei do piso salarial dos policiais civis. O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, destacou o acordo com o governo desde fevereiro deste ano. “O Governo não pode dizer que somos radicais. Estamos aguardando todo esse tempo. Participamos de várias reuniões. A categoria está revoltada. Se o projeto não for aprovado ainda este ano, os policiais civis vão deflagrar greve a partir de 1º de janeiro”, adiantou, solicitando empenho do secretário.

Projeto estará na ALE

Na noite desta terça-feira (05), o presidente do Sindpol recebeu ligação do deputado Ronaldo Medeiros que afirmou que o projeto de lei estará na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (06).

Ricardo Nazário informa que a diretoria do Sindpol irá a Assembleia Legislativa nesta quarta-feira e pedirá apoio aos deputados pela aprovação do projeto de lei do piso salarial.

Progressões

Questionado sobre as progressões, o secretário da Seplag informou que já realizou a progressão funcional de 40 processos e que no próximo mês concluirá mais 40 processos. Os dirigentes do Sindpol cobraram a manutenção da cota mensal de 80 processos ao mês e o pagamento retroativo das progressões da Classe C para Classe D.

O secretário disse que no momento não podia aumentar a cota e informou que o pagamento retroativo será por ordem cronológica e dentro da cota mensal de R$ 400 mil, destinada aos policiais civis.

Revisão do PCCS

Ao ser cobrado sobre a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS), o secretário solicitou a chefe do Gabinete da Seplag, Emanuelli Trindade, uma reunião com a Assessora da Secretaria Ricarda Calheiros, na terça-feira (12) para definir a proposta. Após a reunião, a Seplag apresentará o que foi resolvido para dar prosseguimento à revisão do PCCS.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS