Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Governo impõe condições insalubres e superlotação de presos aos policiais civis de Viçosa

Por Imprensa (quinta-feira, 9/11/2017)
Atualizado em 19 de novembro de 2017

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) inspecionou a Delegacia de Viçosa, constatando a superlotação de presos e condições insalubres de trabalho aos policiais civis.

O teto da delegacia está cheio de água, pigando no piso por conta das infiltrações e rachaduras. Existe acúmulo de motos e carros velhos no pátio das delegacias, que acabam servindo para abrigar pragas de insetos, como mosquitos, ratos e escorpiões, além de provocar doenças respiratórios aos policiais e à população. A delegacia contém 11 presos, quando deveria estar com até cinco.

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, destaca que a situação é uma prova da ingerência da Segurança Pública de Alagoas que não se preocupa com a Polícia Civil. “Os policiais civis trabalham em locais precários e inadequados. Ficam totalmente desmotivados. Quem sofre com isso é a população de Viçosa, que precisa de atendimento na delegacia”, revela, acrescentando que a desmotivação dos policiais é uma imposição do Estado.

O presidente do Sindpol disse que a delegacia de Viçosa está funcionando como uma casa de Custódia. “Com o fechamento da delegacia regional de Matriz de Camaragibe, os presos da região Norte, como Passo de Camaragibe, São Luiz do Quitunde, Matriz e outras cidades, estão sendo colocados em Viçosa.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS