Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Dia das Mulheres é marcado por luta pela valorização das policiais civis
Mobilização no Code agrega a luta de todas as mulheres policiais civis

Por Imprensa (quinta-feira, 8/03/2018)
Atualizado em 12 de Março de 2018

O Dia Internacional das Mulheres foi comemorado pelo Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) com a realização de ato público pela valorização das policiais civis, em frente ao Complexo de Delegacias Especializadas (Code), na manhã desta quinta-feira (08).

A diretoria do Sindpol também entregou flores e frutas às mulheres policiais civis, proporcionou um momento de beleza, destacando o momento de reflexão e luta neste dia.

A policial Nazaré Araujo parabenizou a iniciativa do Sindpol, frisando que as mulheres devem marcar presença nas lutas e estar firme na defesa dos direitos. “O Dia Internacional das Mulheres é resultado de muitas lutas, e não pode passar despercebido”, defendeu.

A reportagem do Sindpol acompanhou uma roda de conversa entre as policiais civis Luzineide da Mota, Vera, Reize Cristina e a diretora do Sindpol Selma Leopoldo que destacaram que a profissão é muito estressante. Todas relataram que o trabalho não é reconhecido, como também não é dos homens. “Tem dia que chego em casa, esgotada fisicamente e mentalmente. É preciso de acompanhamento psicológico. Devido ao estresse, surgem as doenças psicossomáticas às mulheres. Muitos homens acabam virando alcoólatras”, informou Reize. De acordo com Luzinaide, a mulher é 3 por 1, fazendo alusão às funções de dona de casa, de mãe e de profissional.

A 2ª vice-presidente do Sindpol, Arlete Bezerra, destacou o merecimento da luta pela valorização das policiais civis, ressaltando os diversos papeis que a mulher assume durante o dia, como mãe, profissional e mulher. “Por sua sensibilidade, a mulher policial civil entende profundamente os dramas que a sociedade leva diariamente às delegacias de Alagoas”, disse.

O secretário do Sindpol, Bartolomeu Rodrigues, frisa que é um dia de conscientização sobre as lutas das mulheres, revelando que o Sindicato se preocupa com as sindicalizadas e busca solucionar os problemas relacionados à dignidade profissional das mulheres.

De acordo com o diretor de Comunicação, Edeilto Gomes, o ato foi elaborado para manter a tradição do sindicato em ter um diálogo com as mulheres profissionais de segurança pública, com relação aos seus direitos, bem como o acolhimento garantido pelo sindicato para cobrar do Governo as condições de trabalho, igualdade de tratamento e melhores salários. “Entendendo que as mulheres exercem a sua função se submetendo a uma dupla jornada de trabalho, pois as mulheres são mãe, esposa e cumprem com os seus afazeres no lar”, disse.

Destacando a importância da reflexão, o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, lembra que muitas mulheres foram mortas, presas e agredidas para exercerem o direito do voto e de lutar pela igualdade. “É uma data que tem que ser lembrada e comemorada sempre”, enfatizou.

O presidente também informa que o Sindpol está se adequando a redução da mensalidade sindical de 2% para 1,5%, e devido aos investimentos para realização do Congresso Estadual dos Policias Civis, não foi possível realizar o almoço com as policiais, mas que a diretoria do Sindpol decidiu realizar o ato público, marcando o dia de luta das mulheres.

A 3ª Secretaria do Sindpol, Selma Leopoldo, faz aniversário nesta quinta-feira (08) e recebeu os parabéns dos presentes na mobilização no Code.

O Sindpol também se soma aos movimentos sociais na luta pela Delegacias das Mulheres e demais delegacias, funcionando 24 horas, para combater a violência. Pela manhã, centenas de pessoas percorrem às ruas do Centro de Maceió e realizaram ato público em frente à Delegacia da Mulher, cobrando do Governo do Estado que a especializada funcione 24 horas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS