Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Com a mobilização, Alagoas Previdência se compromete a implantar reajuste salarial e atender reivindicações do Sindpol

Por Imprensa (quarta-feira, 19/12/2018)
Atualizado em 19 de dezembro de 2018

A mobilização, convocada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas – Sindpol-AL, resultou em vitória para os policiais civis aposentados e pensionistas. Na tarde desta terça-feira (19), o resultado da reunião com o presidente da Alagoas Previdência, Roberto Moises, foi positivo. O gestor do órgão se comprometeu a implantar o reajuste salarial dos aposentados e pensionistas, seguindo a tabela da Lei Estadual nº 7.971/2018. Também foi conquistada a retirada das rubricas Nível Sem Paridade (NPS), Subsídio e efeito financeiro, Provento e efeito financeiro, deixando apenas Proventos nos contracheques.

O presidente da Alagoas Previdência agendou para o dia 8 de janeiro uma nova reunião com o Sindpol para definir a logística, visando o pagamento do reajuste salarial, que poderá ser por folha complementar, bem como a programação para repor a perda financeira da categoria.

Após a reunião, o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, foi informar os detalhes da reunião à categoria que estava no ato público. O sindicalista lembrou que já faz mais de 20 dias que o Sindicato vem negociando com o Governo. “Tivemos que realizar esses dois atos públicos em frente ao órgão para mostrar ao governo nossa força. Venho pregando aos policiais civis que devemos sair da zona do conforto e participar dos atos. É dessa forma que o governo atende nossas reivindicações”, informa.

Desprestigiados
Na mobilização, os aposentados demonstraram revolta com a não aplicação do reajuste salarial. “Quando houve o acordo, o aumento estendia para os policiais civis aposentados e pensionistas. Fiquei surpreso quando não foi efetivado o aumento no contracheque do mês de dezembro e no pagamento do décimo”, disse o aposentado Fernando Jorge Omena.

O aposentado Mamede destacou que é dessa forma que o Governo recompensa os aposentados após dar o sangue pelo Estado de Alagoas. “A maioria do salário dos aposentados é destinado para a compra de medicamentos. Meus colegas estão morrendo ou doentes em consequência da nossa profissão”, alerta.

O aposentado Carlos Roberto revelou que estava contando com o aumento para as despesas com a família. “Eu me senti desprestigiado, depois de tantos anos de trabalho”.

A diretora do Sindpol Selma Maria Leopoldo destacou que a luta é de toda categoria. “Hoje são os inativos, amanhã poderão ser os ativos. É muito importante que todos sejam beneficiados com o reajuste salarial. Não existe essa distinção. A lei é clara”.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2019 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS