Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Pauta de reivindicação dos Policiais Civis

Pauta de reivindicações dos Policiais Civis de Alagoas aprovada na Assembleia Geral Extraordinária em 1º de fevereiro de 2016.

Veja a pauta de reivindicações 2016
1 – Piso no valor de 60% da remuneração do delegado de Polícia de Alagoas;
2 – Pagamento retroativo das progressões;
3 Implantação imediata de todas as progressões que estão no ATAGAB-SEGESP;
4 – Pagamento de risco de vida e de insalubridade;
5 – Vale transporte gratuito para a Capital e o interior de Alagoas;
6 – Correção do valor do adicional noturno;
7 – Correção da verba de alimentação;
8 – Revisão do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS);
9 – Retirada dos presos das delegacias;
10 – Fim do desvio de função (fim da custódia de preso);
11 – Paridade para os aposentados da Polícia Civil;
12 – Plano de Saúde mantido pelo Estado;
13 – Regulamentação da lei que institui o seguro de vida;
14 – Criação do Setor Médico e Psicossocial na Polícia Civil;
15 – Cursos de graduação e pós-graduação em áreas afins;
16 – Convocação da reserva técnica do concurso do último concurso da Polícia Civil – 2012;
17 – Criação do quadro administrativo da Polícia Civil e realização de concurso;
18 – Efetivação dos policiais civis sub judice 2001 e 2012;
19 – Kit completo para os policiais: pistola, colete, algemas, etc;
20 – Pagamento de direitos: diferença de 40%, URV, gatilho, trimestralidade;
21 – Concurso público da Polícia Civil periódico e regionalizado;
22 – Criação de critérios técnicos para funções gratificadas de cartório e de operações;
23 – Reestruturação da Academia de Polícia (prédio próprio, estante físico de tiros, quadro efetivo de professores, capacitação permanente, etc).

 

Proposta de revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS), aprovada na Assembleia Geral da categoria em 30 de setembro de 2015. 

LEI Nº XXXX

ALTERA A LEI ESTADUAL nº 6.276, DE 11 DE OUTUBRO DE 2001, QUE DISPÕE SOBRE AS CARREIRAS DE AGENTE DE POLÍCIA, ESCRIVÃO DE POLÍCIA E DA PARTE SUPLEMENTAR DA POLÍCIA CIVIL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS

Faço saber que o Poder Legislativo Estadual decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Os dispositivos indicados da Lei Estadual nº 6.276, de 11 de outubro de 2001, passam a vigorar com a seguinte redação:

I – o Art. 8º:

“Art. 8º As Progressões nos cargos que integram as Carreiras das Partes Especial, Permanente e Suplementar dar-se-ão nas linhas Horizontal e Vertical de acesso nas formas seguintes:

                        § 1º Na linha Horizontal:

                        I – Classe A – Inicial;

II – Classe B – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 120 (cento e vinte) horas;

                        III – Classe C – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 160 (cento e sessenta) horas;

                        IV – Classe D – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 200 (duzentas) horas;

                        V – Classe E – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 240 (duzentas e quarenta) horas;

                        VI – Classe F – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 280 (duzentas e oitenta) horas;

                        VII – Classe G – cursos de capacitação, na área de atuação, com carga horária que somem 320 (trezentos e vinte) horas.

                         § 2º A progressão horizontal, Classe, será requerida no órgão de origem do servidor, devendo ser deferida e homologada pela Secretaria de Estado da Gestão Pública para sua efetivação, obedecendo, exclusivamente, à titulação exigida, mais o interstício de 05 (cinco) anos contados a partir do último posicionamento na Classe imediatamente anterior.

                         § 3º Na linha Vertical:

                        I – Nível I – curso de qualificação profissional, na área de atuação, com carga horária de 40 (quarenta) horas;

                        II – Nível II – cursos de qualificação profissional, na área de atuação, com carga horária que somem 80 (oitenta) horas;

                        III – Nível III – cursos de qualificação profissional, na área de atuação, com carga horária que somem 120 (cento e vinte) horas;

                        IV – Nível IV – cursos de qualificação profissional, na área de atuação, com carga horária que somem 160 (cento e sessenta) horas.

                         § 4º A progressão Vertical será requerida no órgão de origem do servidor, devendo ser deferida e homologada pela Secretaria de Estado da Gestão Pública para sua efetivação.

                         § 5º A Secretaria de Estado da Gestão Pública deverá instituir Comissão Especial para proceder à análise e deferimento dos cursos apresentados pelos servidores integrantes das Partes Especial, Permanente e Suplementar, nomeados até a publicação desta Lei.

                         § 6º Sob nenhuma hipótese uma mesma qualificação, habilitação ou titulação poderá ser utilizada em mais de uma forma de progressão.

                         § 7º A qualificação necessária às progressões, deverá ser promovida, complementarmente, pela Academia da Polícia Civil de Alagoas – APOCAL.”

I – o Art. 12:

“Art. 12. Os ocupantes dos cargos das carreiras das Partes Especial e Suplementar serão reposicionados, dentro dos seguintes critérios:

                        I – Integrantes da Classe A, posicionados no nível I;

                        II – Integrantes da Classe B, posicionados no nível II;

                        III – Integrantes da Classe C, posicionados no nível III;

                        IV – Integrantes das Classes D e E, posicionados no nível IV.

                      § 1º O Reposicionamento será requerido no órgão de origem do servidor, devendo ser deferido e homologado pela Secretaria de Estado da Gestão Pública para sua efetivação.

                        § 2º Para fins de atualização de proventos de aposentadoria e de pensões, em relação aos servidores de que trata este artigo, aplicar-se-ão as mesmas regras estabelecidas para os servidores ativos.”

Art. 2º. O art. 5º da Lei Estadual nº 6.276, de 11 de outubro de 2001 passa a vigorar acrescido do § 4º com a seguinte redação:

“§ 4º A diferença de subsídios entre o Nível I, Classe A, e a Classe A, piso, é de 20% (vinte por cento), calculada sobre o piso.”

Art. 3º. Ficam revogados o art. 7º da Lei Estadual nº 6.276 e as demais disposições em contrário.

Art. 4º. Esta lei entra em vigor na data da sua publicação.

 

PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO, em Maceió, XXXX.

 

 

JOSÉ RENAN VASCONCELOS CALHEIROS FILHO

Governador

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS