Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol chama policiais civis para lutar pela periculosidade

Por Imprensa (segunda-feira, 9/04/2018)
Atualizado em 9 de Abril de 2018

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) explica que a padronização operacional e administrativa da Delegacia Geral irá separar os policiais em dois grandes grupos: de plantão e de seguimento (a maioria). “Serão quatro policiais civis plantonistas por delegacia, os quais guardarão os prédios e tirarão oito plantões por mês. Já os policiais de seguimento, a orientação dos técnicos é que trabalhem no horário de expediente, mas fica a critério dos delegados”, revela o diretor de Planejamento, Stélio Pimentel Jr.

Pelo que foi apresentado pela Delegacia Geral, não haverá perda de adicional noturno no início da implantação, mas pelo que a diretoria do Sindpol entendeu é que os adicionais noturnos serão cortados aos poucos, gerando um grande saldo financeiro.

A proposta do Sindpol, que foi aprovada na assembleia geral, é que seja implantado o adicional de periculosidade, haja vista, que já existe lei específica que versa sobre o referido adicional, além de que a função policial também tem seus riscos peculiares.

Também foi aprovado na assembleia geral, que todos os policiais civis, que estejam em delegacias, trabalhem em plantões de 12 horas ou de 24 horas, garantindo assim, a continuidade da investigação, e o pagamento da verba de alimentação, principalmente, no interior onde, pela visão do Sindpol, todos devem trabalhar em plantões de 24 horas.

O Sindpol convoca os policiais civis para entrarem na luta pela manutenção da sua remuneração, porque há o risco real de redução salarial.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS