Carregando
Facebook SINDPOL/AL Twitter SINDPOL/AL Instagram SINDPOL/AL WhatsApp SINDPOL/AL YouTube SINDPOL/AL (82) 3221.7608 | 3336.6427

Policial civil morre de ataque cardíaco durante plantão
Sindpol lamenta o falecimento do policial civil em serviço

Por Imprensa (quarta-feira, 7/03/2018)
Atualizado em 7 de março de 2018

Prestes a se aposentar, o policial civil José Máximo da Silva se sentiu mal durante serviço no plantão. Mesmo doente, ele continuou realizando diligência pela Central de Polícia 3, que o prédio absorve o 8º Distrito Policial e o 22º DP. Na manhã desta quarta-feira (07), Máximo sofreu ataque cardíaco fulminante, levando-o a óbito. O policial civil tinha 62 anos com 35 anos de trabalhos na Polícia. Ele deixa três filhos e a esposa.

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) lamenta o ocorrido e destaca o alto nível de estresse no exercício da profissão policial. O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, revela a aberração por parte do Governo do Estado que impõe a custódia de preso ao policial civil, quando não é função constitucional da categoria, além disso, as delegacias não oferecem condições estruturais aos policiais civis para eles tirarem o plantão de 24 horas. “O Governo do Estado não disponibiliza o básico ao policial, como um banheiro adequado. As precárias condições e a custódia de presos são problemáticas ao desempenho do exercício da profissão. O policial tem que lidar com a criminalidade e ainda resolver problemas da custódia, como o atendimento aos familiares dos detentos. Tudo isso vai gerar transtorno para os policiais e seus familiares”, revela.

De acordo com o presidente do Sindpol, cada vez mais fica enfatizado o abandono do Governo do Estado à categoria. O sindicalista cita o baixo piso salarial e vários direitos dos policiais civis que estão sendo desrespeitados, como a implantação de progressões funcionais, o não reconhecimento da periculosidade dos policiais civis Estado, e o maior abandono que é com relação a não atualização do valor do Seguro de Vida, Lei Estadual 6.035/1998, bem como o reajuste do direito. “Tudo isso reflete nas famílias dos policiais, causando transtornos para todos”.

Sepultamento

O Sindpol manifesta condolências aos policiais civis, amigos e familiares por esse declínio na segurança pública que perdeu mais um policial civil, o qual estava em serviço e morreu para atender a população.

O sepultamento será nesta quarta-feira (07), às 17 horas, no Memorial Parque Maceió em Benedito Bentes.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2018 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS